sábado, 18 de dezembro de 2010

Cotidiano

Faz algum tempo que eu não escrevo aqui mas hoje excepcionalmente resolvi escrever alguma coisa. Como eu sempre escrevo nos meus posts eu só escrevo mesmo quando estou realmente com vontade.
Outro dia conversando com uma amiga que também faz algo parecido ela disse que só escreve quando está triste, mas quando está feliz ela já não escreve, gostaria que meus dias tivessem sido realmente felizes para dizer que foi por isso que eu não escrevi, mas não é esse o meu caso. Não serei hipócrita de dizer que não houveram dias legais, pois os dias que foram legais foram bem divertidos mas nos finalmente acabo voltando para os meus dias morbidos, dias sem sal.
Há algum tempo venho querendo citar um trecho de uma musica do Vinicius de Moraes e Toquinho cujo nome é "Cotidiano N°2", o trecho é o seguinte :

"Aos sábados em casa tomo um porre
E sonho soluções fenomenais
Mas quando o sono vem e a noite morre
O dia conta histórias sempre iguais".

Acredito eu que muitos de nós algumas vezes vai dormir imaginando N soluções para os problemas de nossas vidas, ficamos as vezes bons momentos acordado imaginando a saida. A maioria das idéias faz realmente muito sentido, algumas delas nem tanto. Mas é fato que ao dormir parece que tudo não passou de idéias que nunca vão sair de nosso imaginário, faltam as forças para erger-se e andar rumo a solução que se pensou. Comigo o que sempre acontece é que na manhã seguinte eu nem consigo lembrar quais foram as grandes soluções que eu pensei, quais as saidas encontras.
Como a grande maioria de nós sabe, ou acho que sabe, o desconhecido é o que mais nos causa medo, mas qual a graça de viver e não conseguir se levantar e fazer aquilo que tem que ser feito para que nosso peito se encha de orgulho e possamos abrir a boca para falar que nós nos superamos e conseguimos nossas próprias vitórias.
Mas isso me remete a outro trecho de musica chamada "Café com leite", nesse caso a musica já é de uma banda chamada "Moveis Coloniais de Acaju", o trecho é o seguinte: 

"Vai correndo procurar
Tudo aquilo que almejou
Já sabendo que ao voltar
O mundo será outro
"

Correr atrás do que quer é sair de sua zona de conforto e enfrentar o mundo e quando pensas em voltar, nada é como antes, vivemos em constante mudança, nós mudamos, as pessoas ao nosso redor mudam e o mundo é essa mudança constante e assustadora que nos faz ficar atônitos. Mas isso não é motivo suficiênte para ficarmos parado deixando a vida nos levar (já parafraseando zeca pagodinho).

Fato é que não era bem isso que eu queria escrever mas foi o que saiu então eu volto quando tiver outras coisas na cabeça para escrever.

3 comentários:

Jenny Cullen Neto disse...

Vim te conhecer, fofo!
Naondeixa de escrever nao, viu?
Um graaaande abraço!

Carol disse...

Inhaim xD
Nunca mais tinha vindo ler aqui, então resolvi dar uma olhada =P

Iana Paulinhaaaa-World Girl-Official disse...

Olá amor, vim aqui pra contar pra você a novidade lá do blog, nós entramos em parceria e agora fechamos um concurso show. Confere lá no blog, o concurso e participa ok? vamos divulgar seu blog pra você se você ganhar! haha

-->>http://www.falonacara.com.br/
-->>http://ianapaulinhaaaa.blogspot.com/ <<-- (meu blog)beijos!